3.5.11

Pose

Foi um fim de semana de viagem, de álbuns novos no iPod, de horas a caminhar por trilhos de terra batida, de jantaradas com os amigos, de revelações. Em dois anos (and counting) sem uma relação que mereça esse nome, pergunto-me o que vai mal. Suspeito-me frio, arrogante, indeciso, complicado, vago, aos olhos dos outros. Têm razão. Mas, acreditem, a pose não é por indiferença ou arrogância. É por o que ele canta, tal e qual, sem tirar nem pôr.

(foolish, indeed.)

2 comentários:

Ophiuchus disse...

Isso passa:)
Take care!

pedro a. disse...

ah, o meu mood é bom. a música é que me deixou algo coiso. Bolas para ti, Rufus!