11.4.11

As luzes da Broadway brilham sobre Victoria Harbour

他  Qual é o teu musical da Broadway preferido?
p.  Hã?.. Sei lá. Nunca vi nenhum na Broadway!
  Pensa num então; é o tema da festa de logo.
p.  Hum.. e tu, qual vais escolher?
他  Também não sei. O Música no Coração, talvez. (previsível... estes asiáticos são tão pouco originais). O x quer as nossas respostas as soon as possible.
p.  Ah ok. Ora deixa cá ver (pensa pensa pensa, esquece a Broadway, vai para Hollywood! --- percorre os clássicos, os rebeldes, os queers, os mais recentes --- ding!)
p.  Já sei!


(o preferido provavelmente não; mas é um dos, sim)

Era a festa de aniversário de um amigo do , um jovem de 40 anos feitos com cara de miúdo reguila, fã de show tunes e de todo o imaginário broadwayesco, figura de proa do movimento LGBT em Hong Kong. O bar cheio de plumas vermelhas e gente mascarada (Cats, Phantom of the Opera, Mamma Mia, Lion King, Les Cage aux Folles), a creme de la creme, os Tonys desta cidade.
Grande noite in the city.
(男孩, desculpa não te ter dado a devida atenção. Depois ligo-te e vamos passear junto à baía, ver os arranha-céus (e) desaparecer entre o nevoeiro).

Hum, o meu musical da broadway preferido...

3 comentários:

Blog Liker disse...

Porque é que eu ainda nunca consegui gostar muito de um musical?! E então no cinema... Provavelmente, vi sempre os errados...

pedro a. disse...

há musicais para todos os gostos. de certeza que ainda não viste os que condizem com o teu.(três exemplos no cinema, completamente diferentes: Meet me in St. Louis; Rocky Horror Picture Show; Velvet Goldmine - nada a ver um com o outro com o outro) ;)

pinguim disse...

Vou confessar uma coisa; quando vi o West Side Story, em 70 mm, no Monumental, fiquei tão deslumbrado que durante anos, e vendo muito e bom cinema, se me perguntavam qual o melhor filme que já tinha visto, logo o elegia.
Claro, que ainda hoje é um marco, mas as coisas relativizam-se...

Achei que os três exemplos que deste de musicais, como comentário ao Blog Liker, são três marcos fundamentais do género, sem sombra de dúvida.
Tive a sorte de ver em Londres o Rocky Horror Show e achei fabuloso; aliás só vi dois musicais ao vivo: esse e o Evita, em Madrid, com a Paloma San Basílio e o Patxi Andiou a fazer de Che.
E os musicais do La Feria, é óbvio...